Home
Quem é Emiliano
Mandato
Livros
Imagens
Artigos
Notícias
Boletins
Na Imprensa
Galeria F
Contato

Galeria F – Lembranças do Mar Cinzento – Parte 3 – (Cap. VI)

Waldir interpela Nicolau Fico: mas, general, o senhor traiu o presidente?

Emiliano José*

Ao saberem que o Congresso Nacional estava prestes a consumar a trama que destituiria o presidente Goulart, sob o argumento de que ele estava fora do país, Waldir e Darcy decidem que este, como chefe da Casa Civil, deveria mandar um comunicado oficial ao Congresso, informando-o do contrário. Waldir sentou-se à máquina e redigiu aquela que seria a última mensagem do governo. Era dirigida ao senador Auro Moura Andrade, presidente do Congresso, assinada por Darcy, e comunicava, em nome do presidente da República, que este se encontrava em Porto Alegre, no uso pleno de suas atribuições constitucionais, assumindo, de lá, o comando da resistência contra as manifestações criminosas dos golpistas, disposto, portanto, a defender a Constituição. O deputado Doutel de Andrade foi à tribuna, leu a mensagem, e a entregou ao senador Auro de Moura Andrade.

Apesar de ter conhecimento de que o presidente Goulart encontrava-se em território nacional e que não renunciara, o senador Auro de Moura Andrade, convoca uma sessão extraordinária do Congresso Nacional e, ao abri-la, sem quaisquer considerações regimentais, sem qualquer respeito à Constituição, plenamente cônscio do objetivo golpista e da necessidade de chancelar o golpe pela via legislativa, declara a vacância do cargo e convoca o presidente da Câmara, Ranieri Mazzili, presidente da Câmara, para assumir o posto de presidente da República. Rapidamente, determina que sejam desligados os microfones e as luzes, antes do que ainda foi possível ouvir os gritos de revolta e duras imprecações contra a atitude de Moura Andrade, principalmente vindos de Tancredo Neves. Era 1h da manhã do dia 2 de abril. Estava dado o golpe de Estado.

Waldir e Darcy foram informados do golpe imediatamente. Antes, no entanto, que a comitiva proveniente do Congresso chegasse para dar conseqüência ao golpe, Waldir vê o general Nicolau Fico, comandante militar do Planalto, chegando e o interpela: “Mas general, o senhor traiu o presidente? O senhor não iria manter o Exército nos quartéis?”. O general, constrangido, puxa um papel do bolso e entrega um telegrama que recebera a Waldir. Nele, determinava-se que o Exército em Brasília assegurasse o funcionamento normal dos poderes Executivo, Legislativo e Judiciário.

O telegrama era assinado pelo general Costa e Silva, já auto-nomeado ministro da Guerra dos golpistas. Em seguida, o general passa a Waldir a resposta que redigira ao ministro da Guerra do golpe: “Comunico prezado chefe que os vários poderes estão com seu funcionamento assegurado”. Waldir disse-lhe que, com isso, ele havia viabilizado o golpe e que não fora leal com o presidente. Nesse momento chega Darcy. Quando Waldir mostra a ele os telegramas, e ele os lê, lívido, encara o general Fico como se tivesse feito uma grande descoberta:

_ General, agora, olhando bem para o senhor, vejo que tinha de ser isso mesmo. Estou vendo a sua cara de gorila que obedece cegamente ao gorilão maior.

O general, impassível, não deu uma palavra. Waldir e Darcy saíram rapidamente do Planalto, antes que Ranieri Mazzili viesse ocupá-lo. Combinaram entre si que em meia se encontrariam no aeroporto da Base Aérea. Waldir passou em casa, beijou a cada um dos filhos, que dormiam: Cristina, Waldemir, Vivian, Lídia e Francisco. A mais velha, Cristina, tinha 11 anos. O mais novo, Francisco, 2. Conversa com Yolanda, sua mulher. Explica que iria para Porto Alegre participar da resistência, assegurar, lá, a continuidade do governo legalmente constituído.

Ao chegarem ao aeroporto da Base Aérea, como havia sido combinado, procuram o avião que deveria levá-los ao Rio Grande do Sul. Um major da Aeronáutica reconhece Waldir e adverte que não há avião. E o aconselha a sair dali o mais rapidamente que pudesse, tomar cuidados. Brasília já estava inteiramente nas mãos dos golpistas. Waldir se recorda que na madrugada de 4 de abril, Rubens Paiva passa na casa onde se hospedara e o conduz ao aeroporto. Yolanda, rebelada contra a determinação de não ir ao aeroporto, segue em outro carro, a mesma rebeldia de Berta, mulher de Darcy, que também irá se despedir do companheiro. Darcy foi apanhado em outra residência. Tudo como recomendavam as cautelas próprias de clandestinos. E partiram para o exílio, como já contado. Waldir guarda de Rubens Paiva um enorme sentimento...

Jornalista, escritor, autor de Lamarca, o Capitão da Guerrilha; Carlos Marighella, o inimigo número um da ditadura militar; As asas invisíveis do padre Renzo; Galeria F – Lembranças do Mar Cinzento, parte I e II

Todos os capítulos - Série 3
Capítulo 40
Waldir Pires
Capítulo 39
Waldir Pires
Capítulo 38
Waldir Pires
Capítulo 37
Waldir Pires
Capítulo 36
Waldir Pires
Capítulo 35
Waldir Pires
Capítulo 34
Waldir Pires
Capítulo 33
Waldir Pires
Capítulo 32
Waldir Pires
Capítulo 31
Waldir Pires
Capítulo 30
Waldir Pires
Capítulo 29
Waldir Pires
Capítulo 28
Waldir Pires
Capítulo 27
Waldir Pires
Capítulo 26
Waldir Pires
Capítulo 25
Waldir Pires
Capítulo 24
Waldir Pires
Capítulo 23
Waldir Pires
Capítulo 22
Waldir Pires
Capítulo 21
Waldir Pires
Capítulo 20
Waldir Pires
Capítulo 19
Waldir Pires
Capítulo 18
Waldir Pires
Capítulo 17
Waldir Pires
Capítulo 16
Waldir Pires
Capítulo 15
Waldir Pires
Capítulo 14
Waldir Pires
Capítulo 13
Waldir Pires
Capítulo 12
Waldir Pires
Capítulo 11
Waldir Pires
Capítulo 10
Waldir Pires
Capítulo 9
Waldir Pires
Capítulo 8
Waldir Pires
Capítulo 7
Waldir Pires
Capítulo 6
Waldir Pires
Capítulo 5
Waldir Pires
Capítulo 4
Waldir Pires
Capítulo 3
Waldir Pires
Capítulo 2
Waldir Pires
Capítulo 1
Waldir Pires
Índice - Série 1 -Personagens
Emiliano José
1 2 3
Theodomiro Romeiro e Paulo Pontes 4 5 6 7
Rui Patterson 8 9 10 11
Carlos Sarno 13 14 15
Airton Ferreira 16 17
Juca Ferreira 18 19  
Jurema Valença 20 21 22 23
Othon Jambeiro 24 25 26 27 28 29
Fernando Alcoforado 30
Índice - Série 2 - Personagens
Sergio Gaudenzi 1 2 3 4
Péricles de Souza 5 6 7 8
Mário Alves de Souza 9 10 11
Everardo Publio de Castro 12 13 14 15
Nudd David de Castro 16 17 19 20 21
Mário Lima 22 23 24 25 26 27 28
Luís Contreiras 29 30 31 32 33

 

 
 
 
Quem é Emiliano l Mandato l Livros l Imagens l Artigos l Notícias l Contato
Assine nosso livro de visitas
Copyright © 2000-2003 Emiliano José - Todos os direitos reservados